sábado, 30 de maio de 2015





Sequer...


Sequer...

Sequer vi teu 
olhar parar e fazer o meu bilhar.
Sequer senti teu toque ofegante, 
que sentia me abraçar.
E foi nos beijos que nunca 
dei que desesperadamente 
 ...Eu te fiz me amar.
Foi olhando o céu que me 
transportava para um castelo 
  numa nave de sonhos que 
....Jurei me entregar.

Sequer senti teu 
cheiro, mas podia senti-lo no ar...
Sequer recebi de outro alguém
só o que você podia dá.
E esta porção de amor e desejos
 preencheu  meu coração.
Ah...E brincávamos de viver!
Agradecendo o que 
imaginávamos ter.
Sequer... Pensávamos esta
 ligação romper.

Sequer vi teu rosto mas 
para que se eu podia sonhar com linhas
as quais meus olhos queriam ver.
Amei-te desesperadamente 
e se foi sem nada dizer.
 Sequer um recado deixaste, 
ou qual que seja o favor
 ...Um conforto talvez 
a quem tanto emocionou "nada fez”.
Volta, volta vem novamente
 brincar de amor.

Marisa Torres


@Direitos reservados.




sábado, 9 de maio de 2015

Maria MÃE poesia.



                                                                 Maria MÃE poesia.


Maria a mais bela poesia já escrita.
Fino seus traços, ternos teus olhos


imagem angelical ...Oh mãe santíssima.


Maria... Serás sempre um poema de amor.


Mãe sofrida, oh serenidade neste mar de dor.
Maria, mãe de todas mães acalma-nos com teu
manto acolhedor
Mãe santíssima para nós um presente.
Mãe guerreira e valente
que nos inspira a suportar a dor.
MÃE poesia Teu nome é amor.
Oh santa mãe de Deus...
Ave Maria abençoa este dia que para
muitos é ausente.
Massageia e presenteia os que sofrem
a falta da alegria.
Maria mãe doçura força e candura
Dos justos dos fortes dos fracos
dos ricos e pobres.
Com gotas de amor.

Marisa Torres