domingo, 20 de janeiro de 2013

Ofereço-te meus versos.




Ofereço-te meus versos.

Com meus 
versos vão meus sonhos...
Com meus sonhos meus 
lábios risonhos.
Ofereço-te meu silêncio e gritos.
“Em melodias o meu viver”.
A Minh ‘alma já te pertence não 
convém te oferecer.

Ah... Ofereço-te
minhas lágrimas tristonhas.
Minhas alegrias frio e calor.
Meu mar, o sol e a última 
estrela do céu. 
Meus sentimentos meigos 
e claros de amor intenso... 
Ofereço-te com fervor.

Meu corpo te 
ofereço faminto do teu amor.
Minha boca já se perdeu
em cada beijo teu.
Minha vida te ofereço até o 
que o  tempo levou.
Minha cama esta em 
chamas e te chama.
Meu coração por ti pulsa 
e o  pulsar por ti clama.

Ofereço-te meus versos... 
Ofereço-te tudo, tudo que 
me ofereceu.

Marisa Torres
@Direitos reservados.


sábado, 12 de janeiro de 2013


Tarde demais...

https://lh4.googleusercontent.com/-EK6mHHgH1z0/UPHSY_sTTJI/AAAAAAAAOAA/ISOeO7cBl8w/s800/Tardedd.gif
Tarde demais...

Enquanto rias eu chorava...
Enquanto bebia em bares eu ia
em busca do que sabia não mais encontrar.
Enquanto tu vinhas eu ia...
Eu cantava tu fingias ouvir
o que não queria escutar.
Não sabias mais se era brisa ou vento
nem eu dos teus pensamentos.
Era hora de parar.

Das sobras
abriram feridas.
Era hora de choramos,
más tudo ficou no passado.
Promessas eternas quebradas ao
som do silencio à partida vi teus olhos
parados...Pedindo-me
para ficar.

Era tarde... tarde demais.
Eu estava ali tão perto e quantas
perdi as contas de abri o coração.
Teu sentimento distante
Ah... Queria ser como antes.
Aproximou-me
de ti uma grande solidão.
Fui embora, faz muito tempo...
Estou só, mas não me sinto sozinha.
E tu ainda me escreves mesmo
não tendo respostas com
tanto ardor e paixão.

É tarde demais.
Muito tarde.

Marisa Torres
©Direitos reservados.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013



Leva-me... Amor!













Leva-me...

Amor!



Aos teus

pensamentos e sonhos.

 Leva-me aos teus abandonos.

Deixa... O luar ser companheiro

dos nossos abraços e afagos ou

de  beijos passageiros.

Leva-me a perfeição apenas com

gestos  do coração...

 “Espontâneos e inesperados.”

Leva-me vinho em cálices e leva também

a porção que guia  os teus grandes  e

 menores passos.



Leva-me aonde fores.

Faz de mim experiência

e faz também novidade me deixa ser tua

saudade  teu juízo já perdido

...Leva-me amor que eu vou.

E por favor, faz de mim teu pedido...

ou cardápio preferido.



Leva-me a

plenitude  onde jamais acordei...

Faz-me amor sonhar com o que jamais sonhei.

Faz tudo isso amanhã ser apenas o que contei...

Leva-me ao paraíso ou traz na manhã a bandeja maçã,

nos lábios o mais lindo 
sorriso por tudo o que te dei.

Leva-me amor!



Marisa Torres. 
© Direitos reservados.