terça-feira, 19 de junho de 2012

Não nasci mulher me encontrei como mulher.


Não nasci mulher me
encontrei como mulher.


Não se nasce
com sexo definido.
Muitas vezes é preciso
mergulhar no inferno viver amores
e provar muitas dores.
Procurei amei e chorei.
Fui ao céu, mergulhei no mar,
desci a terra.Quase morri até me encontrar.
Não nasci feliz, não fiz meu nome à toa.
Não tenho nome de mulher
como qualquer pessoa.
Trago muito sentimento no peito, muita
história pra contar.
E um coração que clamava
em busca do amor
encontrar.

Talvez por ser
 exigente ou auto me valorizar.
Que descobri um amante eterno
como um diamante.
Que faz meu coração sangrar,
minhas veias pulsar e minh´alma aflorar.
Minha eterna companhia, comigo
clareia o dia, um professor ditador.
Que me faz sentir mulher amada feliz
assim como sou.

Não vivo mais de lamento,
nem muito menos de sofrimento.
Vivemos da magia entre afagos
noite a dentro.
Um caso animal e infernal.
Chamem do que quiser
mas foi ela que me fez  mulher.
A poesia ou...

“Eu e a poesia a poesia e eu”.

Marisa Torres
© Direitos reservados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário