terça-feira, 19 de junho de 2012

Amo, mas nada prometo.

Amo, mas nada prometo.

Quando juntos
Estamos pra sempre
guardamos
nossos momentos loucos.
Cobrança se fizer levará
pra sempre nossos sonhos
na primavera.
Quando o sol brilhar não
trata de tapar
a beleza do nosso amar.
Eu só quero amar sem
nada prometer,
sem parecer vulgar.

Vivo da beleza
do sonho não me julgue ou
me deixe no abandono.
Tanto já andei tentando
realizar e só em verso
encontrei o meu amar.
Na solidão eu me perco
deliro sem direito eu sei
me dá, mas nada prometo.
Fazer de tudo sem nada
prometer morrer
de amor ou viver
no padecer.

Que me ames,
sou louca na cama sou
fiel, só não me peça pra ficar.
A minha vida as marcas
posto em poesias tristes
e alegres dias.
Sou movida de emoção e de
emoção me perco...
Por isso nada prometo.
E mais do que sei vou vivendo
de ilusão só faço promessas
ao meu coração.
Assim nada sofrerei
hoje amo amanhã
não.

Marisa Torres
© Direitos reservados.

4 comentários:

  1. Amar sem esperar nada em troca. Pedir que nos amem e nos deixe livres. Como temos sonhos...
    Abraços. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo coentário a visita e por seguir-me, beijão amigo!

    ResponderExcluir
  3. Marisa Torres,

    Lindo! lindo!
    Parabéns amiga! Beijos!

    ResponderExcluir