quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Pouco a pouco...




 

 Pouco a pouco...

Encontrei-te e amei.
Desesperadamente...
Amei verdadeiramente.
Sim...
Mergulhei no mais profundo sonho.
E sei que sonhaste também.
E pouco a pouco acordei e chorei.
Ah... Chorei, chorei
e chorei.

Pouco a pouco...
Eu te vi se afastando.
Na tristeza me encontrei.
Aos céus gritei teu nome clamando.
Fiquei sem ar e me senti aos
poucos morrer...
Sim, um pouco morri.

Pouco a pouco me ergui...
Voltei a sentir prazer em viver.
Olhar para trás com doçura
e lembrar-me de ti sem sofrer.
Pouco a pouco.
Percebi que não valia a pena...
Que pena.

“Te esqueci”.

Marisa Torres
@ Direitos reservados. 





2 comentários:

  1. Oi!

    Poetisa querida, estou procurando um poema que não gosto, será que encontro??

    Amo suas poesias, são lindas.Parabéns!
    Obrigada por sempre iluminar minhas páginas.

    Linda semana!!Feliz Vida!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu que agradeço seu empenho, seu trabalho árduo para nossa poesia não morrer,Beijossss.

    ResponderExcluir