quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Deixa-me amor...





Deixa-me amor...


Deixa mostrar-te que os

milagres ou preces só são atendidas

quando minhas palavras são


simplesmente ditas para seduziste.

Não deixa amor que teu coração deixe

o meu morar nesta escuridão que no meu peito insiste .

Deixa-me mostrar que palavras e reticencias só tem

emoção escritas como promessa 


e benção para  tua tentação .



Por Deus não deixa que este romance

morra... Deixa que ele fragilmente venha 


como um bom dia saldar nossas vidas.

Sejam páginas amarrotadas de tão lidas...


E diz que nada foi em vão.

E como anjo que vela deixa que este querer seja

exagero circulando no sangue ou coragem perdida

pedindo para viver... Não diga não!



Deixa-me admirar-te como lua cheia

ou como pintora de potes dourados, deixa-me tentar

....Ah adornar teus olhos no dourado com com o azul do mar.

Deixa que ao amar sejamos guerreiros desarmados.

Deixa amado sob os nossos pés ver o céu bailar.

Deixa que nossas juras sejam feitas com a alma

e só nossas almas venham sorrir e chorar.



Deixa-me saber onde voas...

Diz-me a tua direção, ou segue a minha poesia.

Vem amor como pássaro cantar minha  eterna 


canção. 

 Marisa Torres
© Direitos reservados.
 
 

3 comentários:

  1. Sentimento a toda prova de amor e ternura.Dispensa comentários,fico sem palavras diante de belos escritos que tocam o meu coração.
    Dar-me prazer e alegria de visitar blogs como este.
    Agradeço de coração por me visitar e seguir o meu blog.
    Sucesso sempre.
    Bjos.
    http://wwwavivarcel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi!

    Marisa,lindo!
    Bem vinda de volta!!

    Feliz vida!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada minhas queridas...

    Que Deus as abençõe!
    Sempre,

    ResponderExcluir