domingo, 29 de janeiro de 2012

sábado, 28 de janeiro de 2012

Enquanto tudo, tudo existir...



  Enquanto tudo, tudo existir...

 
E a rosa vermelha

for símbolo da paixão.

A rosa  branca for pureza 

consagrando a união.

Enquanto a lua for mãe e  

 com a mão o sol sustentar...

 Da tristeza alegria  

 ...Emoções neste amor eu irei
despertar.

 
Enquanto tudo durar!

E o dia nascer reinando surgir...

Deixa que cresça a vontade de amar.

Enquanto no céu uma estrela luzir.

São os meus lábios levando um sorriso

brilhado pra ti.

 
Enquanto tudo, tudo durar.

Na noite um anjo sem regras surgir...

Sou eu velando teu sono dormir.

E se flores na manhã parecerem faceiras.

De cada pétala  ja fiz mensageiras.

E se tudo entre nós durar à vida inteira.

A magia  prometo não ser passageira.

 

 Enquanto tudo! Tudo durar!

Marisa Torres
@Direitos reservados.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012






segunda-feira, 9 de janeiro de 2012





quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Deixa-me amor...





Deixa-me amor...


Deixa mostrar-te que os

milagres ou preces só são atendidas

quando minhas palavras são


simplesmente ditas para seduziste.

Não deixa amor que teu coração deixe

o meu morar nesta escuridão que no meu peito insiste .

Deixa-me mostrar que palavras e reticencias só tem

emoção escritas como promessa 


e benção para  tua tentação .



Por Deus não deixa que este romance

morra... Deixa que ele fragilmente venha 


como um bom dia saldar nossas vidas.

Sejam páginas amarrotadas de tão lidas...


E diz que nada foi em vão.

E como anjo que vela deixa que este querer seja

exagero circulando no sangue ou coragem perdida

pedindo para viver... Não diga não!



Deixa-me admirar-te como lua cheia

ou como pintora de potes dourados, deixa-me tentar

....Ah adornar teus olhos no dourado com com o azul do mar.

Deixa que ao amar sejamos guerreiros desarmados.

Deixa amado sob os nossos pés ver o céu bailar.

Deixa que nossas juras sejam feitas com a alma

e só nossas almas venham sorrir e chorar.



Deixa-me saber onde voas...

Diz-me a tua direção, ou segue a minha poesia.

Vem amor como pássaro cantar minha  eterna 


canção. 

 Marisa Torres
© Direitos reservados.
 
 

domingo, 1 de janeiro de 2012