quarta-feira, 6 de julho de 2011

Encontrei-te amor...

Encontrei-te amor...

Sim... Pois a rua
quando apontas tudo é festa...
As flores brincam oferecidas
e já crescidas o perfume já não sei se tu
exalas ou elas exalam você.
No céu tudo é magia a tristeza
é ocultada a alegria vem nascer.
As estrelas vivem a bailar
numa delicada maestria...
Acertar-te minha alma ou fez
deste peito pontaria?

Sim...
Encontrei-te já me atrevi até a
gravar um musical com anjos.
Em rascunhos passei a plantar sonhos.
Porque será?
Que meus banhos hoje pedem essências
de alfazema e aroma de almíscar?
Sim... Meu coração perde a pulsação
ao te ver passar.
E quando tu não vens às folhas e as
pétalas os ventos as levam
 também.

E duvidas deste amor?
Porque então esta dependência
 do meu corpo junto ao teu?
Por quê? Só consigo ver a
lua brilhar no reflexo do teu olhar?
E na minha tentação recebo tuas rosas
como culto de sedução.
Já vivo sem ar...
Já fiz guerra em mim para a verdade tapar.
Tentei desviar minha atenção.
Cansei de ouvir opinião.

A verdade... Só consigo em ti encontrar.

Marisa Torres
© Direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário