domingo, 1 de maio de 2011

Se me queres meu amor...

Se me queres meu amor...

Vem como símbolo de pureza.

Se o que sentes é amor traz-me as luzes
das verdades e ilumina minhas noites
com todos os raios refletidos de beleza.
Que me queiras... Mas reveste nossa cama
com lençóis de sedas bordados com
orquídeas e lindas rosas vermelhas...
Joga rosas ao vento com paixão e
sente cada pétala caindo tocar-te o rosto
como flor revestindo e queimando
o coração.

Ah... Se me queres.

Une as quatro fases da lua e usa
o espelho da admiração.
E deixa enfim tua alma
totalmente nua como exposição.
Se me queres... Usa os sonhos esquecendo-te
de tocar o real. Sobe comigo nas nuvens e
desce aos mares celebrando
comigo a vida de cada ser mortal.
Ou vive... Vive comigo
a beleza das sete constâncias.
Se me queres para de
um ser um simples
ser normal.

Se me queres...

Celebra cada jantar a luz
de velas brancas vermelhas ou amarelas.
Nossos banhos usemos folhas de
hortelã, manjericão, e alecrim.
Deixa sim que os anjos toquem flautas
campestres em jardins.
Se me queres transforma comigo o
cotidiano em imagens de beleza e sonho.
Ah... Se me queres eu me abandono.
Mas tem que ser assim.
Faz de mim primavera outono.

Marisa Torres.

@Direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário