segunda-feira, 11 de abril de 2011

Só você...

Só você...

Faz meu poema
ganhar espírito e flanar.
Atiça em mim esta estrela
que insiste brilhar...
Pinta-me com ouro e coloca-me
em uma moldura.
Só você desenha a minha alma
com tanta doçura.

Só você...
Tem o poder de
colocar-me nos braços da lua.
Me deixa descabida louca
insana uma gueixa.
Traz-me à certeza que posso
voar nas asas do tempo.
Devolve-me a magia de sentir
no rosto o vento.

Só com você...
Sopro as cinzas da maturidade
e sinto de volta à adolescência.
E viajar nesta alegria que insiste em nos
unir e jamais separar.
Só você encontrou a chave que abre todas
as portas das minhas confidencias.
Com você eu vi que a solidão não é porto
é um barco perdido sem esperança
de se encontrar.

Marisa Torres
@Direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário