domingo, 10 de abril de 2011

Dueto com meu amigo Dolandmay.

Dueto com meu amigo Dolandmay.

Dueto- De um Amor Eterno.

Eu não sei mulher! O que queres de mim?
Pode ser paixão ou pode ser apenas desejo...
Talvez, excitação dum sentir que tem fim
Quando à boca, se cansares do meu beijo...

Pergunta aos deuses o que inflama em mim.
Teus beijos me encantam e minh’alma exponho.
Que vontade louca é esta de noites sem fim?
Só a ti vejo só a ti quero somente em ti sonho.

Do sonho, querida, e do sentir que tu amas...
Dou-te as vontades que cercam o meu querer.
E dos amores que são vida, que são chamas
Entrego-te a paixão, o amor, e o meu viver!...

Serei tua eterna amante de loucuras e caricias.
O teu cálice, e do amor em teu corpo o vicio.
Sou teu toque de arrepio, da tua boca o mel.
Serei eu tua menina apaixonada a olhar o céu.

(Dolandmay e Marisa Torres)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário