sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A voz do meu coração...

A voz do meu coração...


Por tanto amar te perdi...
Em cada pingo de dor uma aflição
desfolhando-me em prantos.
Em cada pranto que nasceu a minha face...
Refletiu nas gotas serenas do
orvalho que me sangrou.
Quem levou meu amor?

Pergunto ao meu coração...

Porque se foi
se nunca busquei perfeição?
Porque pede volta depois de tanta
revolta a quem nunca te feriu...
Ao meu coração farei confissão.
Ainda não obtive respostas.
“Nem porque partiu”
Teria eu que abrir novamente as portas?
Hoje aqui estou a abraçar o vento...
A navegar em mares do meu
pensamento.

Ainda sinto o calor
no peito do gelo que me deixou.
E esta tocha que permanece ao te querer?
Deverei eu ceder aos teus encantamentos...
Ou deixarei a saudade fazer do meu peito leito?
Esperarei repostas do meu coração.
Ainda não o ouço... Só estou!
No mesmo abismo do silêncio que
nos separou.

Marisa Torres.
@ Direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário