terça-feira, 16 de novembro de 2010

Súplica a “Deus”.

Súplica a “Deus”.

Tantas vezes amei,
tantas jurei que não iria mais
viver de emoção.
Tantas vezes voei, e quantas cai.
Tantas andei e cansei.
Quantas vezes senti o que não
queria  mais sentir.
Tantas vezes desenhei um
simples coração.

Quantas vezes gritei
um nome que julguei esquecer.
Quantas vezes realizei e
quantas fracassei de dor.
Deus...
Te pergunto que coração é esse o
meu que voa com uma
simples ilusão de amor.

Suplico-te tem dó e me
mostra-me a razão,
alimento-me de magia.
Daquilo que chamam dos
que loucos estão.
Tudo me foge a razão quando estou
com papel e caneta na mão.

Vôo ao ouvir uma simples
 canção, que sensação é esta que
toca tão profundo o meu ser?
A flor da pele vivo e esta emoção
que faz viver é a mesma que faz
cada dia um pouco morrer.
Eu te suplico: me faz perder este medo
de amar sem sofrer.

Marisa Torres
© Direitos reservados.



Nenhum comentário:

Postar um comentário