quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Não diga nada... Apenas ouça-me.

Não diga nada... Apenas ouça-me.

No mais profundo silêncio
minha alma teu nome sussurrar.
Olhe para o mar e sinta na suavidade
do vento nossos corpos bailar.
Mesmo sem melodia flutua comigo
nesta dança de prazer.
Beija-me os lábios e faz-me
Enlouquecer e de tudo
esquecer.

Não...
Não digas nada ao
sol nascer deixa este amor crescer.
Sinta minha pulsação descontrolada e
domina esta emoção do meu coração.
Veja nos meus olhos a nitidez do
que eles revelam para você.
Sinta nas minhas palavras que são tão
claras e delicadas que contigo
quero viver.

Não digas nada apenas regue no
dia-dia esta flor que acabara de brotar.
Não... Não permita deixar morrer esta
chama que insiste em nos queimar
“Ouça-me apenas ouça-me”
“O tempo mostrará as diretrizes e o amor
apagará as cicatrizes que em meu
peito insiste sangrar”

Marisa Torres
@ Direitos reservados.

4 comentários:

  1. MARIZA QUERIDA, QUE LINDO SEU BLOG AMIGA, BEM MONTADO...UM LUXO!
    sEUS VEROS DISPENSAM COMENTÁRIOS!

    BJS!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado volte sempre.

    Mil beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Sou teu fã minha linda e adoravel poetisa. Parabens por tão belos trabalhos. Beijos

    Poeta Francis Perot

    ResponderExcluir
  4. Origado poeta também sou kkkkkkkkkk

    Amo-te.

    ResponderExcluir