quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Fui eu...

Fui eu...

 Primavera que
nunca esqueceste.
A alma que mais magoou.
Eu...
A mulher que tudo te deu.
A menina que em teus
braços amou.

Fui eu...
A historia que te marcou.
Imagem qual nunca apagou.
Fui escrava dos teus desejos
de um passado que nada
 restou.

Sou a estação
que mudara o rumo.
A natureza que amanheceu triste.
A flor que com um olhar esmagou.
Fui eu o pássaro que tu feriu
na primavera quando beijava
uma flor.


Marisa Torres
© Direitos reservados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário