sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Este tal bem querer.

Este tal bem querer.

Que tudo é capaz e na
Magia do amor faz e desfaz.
Sem critério mexe por
dentro nos tirando do sério
Brinca sem razão rir de quem
chora ouvindo uma simples canção.
Canta na dor nos faz sofrer
Há...
Mas o tal bem querer é
bom demais!

Envolve a alma...
Contando sem medos todos segredos.
Clareia no céu do ser como a
 lua bronzeia a noite escura.
Hum...Este tal bem querer que acaricia na
malicia entre risos e gargalhadas. 
 Fascina com inocência seja
dia seja noite, vento ou
tempestade.

Um tal bem querer
 
que com o tempo vem o desamor.
Sem perfume sem cheiro como
uma flor que as pétalas o vento levou.
Nos faz chorar e nos faz pensar que
nada mais restou.
Em pouco tempo ele aparece
da mesma forma em outro amor.
O tal bem querer mais uma
vez faz e desfaz.

Marisa Torres

© Direitos reservados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário