quinta-feira, 22 de julho de 2010

Silêncio meu amor.



Silêncio meu amor.

Silêncio deste
amor abafado do meu
canto chorado nesta negra cor.
 Desta música contida
e retida que a mim deixou.
 Do simples beijo que me negou...
Dias de horror, tudo mudou.
Meus sonhos foram
dilacerados e aquecidos
na minha dor.

Amei...
 Amei imensamente
mas acabou o tormento.
Amei calada no silêncio que
se instalou em fibras no
meu pensamento.
Estou aprisionada as asas
caídas sem ponto de partida
no abismo do silêncio
que nos separou.

Aquilo que sou,
ou quisera ser, me fora
dado a escolher.
Não posso sair do meu
 mundo de sonhos...
 E assim como criança...
calo-me no meio de gente
 crescida.
Meu mundo é
só sonhos.

Silêncio o meu amor.

Marisa Torres
© Direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário