domingo, 4 de julho de 2010

Nas nuvens.


Nas nuvens.

Eu me ponho a
sonhar e depara-me nas
minhas tristezas e alegrias.
Dou-te meu sorriso
e no teu olhar é onde brilho.
Vejo a lua encantar namorados
que se perdem no amar.
Nas nuvens perco-me no amor
me encontro e
me dou.

Lá eu sou à noite
dos apaixonados que
se entregam nos carinhos.
Nas nuvens sou a abelha rainha
entregando-te meu mel.
Sou a manhã chuvosa,
sou também a aurora
clareando o céu.
Sou a amante, a amiga
companheira a mover
espinhos.

Peço-te desculpa
mesmo sabendo que não ofendi.
Entrego-me a este amor cego
que suga palavra minha ditada.
Sou o canto dos pássaros sou
também a revoada.
Nas nuvens eu consigo ser eu
a esperança que
já perdi.

Marisa Torres
©Direitos reservados. 



2 comentários:

  1. Nas nuvens...é onde me encontro cada vez que venho aqui sabia dona marisa?? Cada vez que leio teus poemas, nossa, me sinto leve como se nas nuvens estivesse, e a medida que vou lendo...viajo de tal forma que me vejo como personagem do poema rsrs afff cabeça de vento mesmo né?? É isso aí os romanticos tem disso, sempre nas nuvens quando estamos apaixonados!!!

    Bjs de te amooo munitinha do meu core!!!

    Janaína Souzza

    ResponderExcluir
  2. É verdade que cabecinha a nossa né peixinha q vive voando e encantando kkkkkkk.

    Obrigada por existir nitinha!

    ResponderExcluir