terça-feira, 15 de junho de 2010

Meu brilho é distante.




Meu brilho é distante.

Como brilho distante.
Roubo-te os reflexos a cada instante.
Visto-me do que irradias,
e por amor, quero agradar o mundo.
Sem opção olho as estrelas
um segundo.

Tudo é reflexo ao teu redor.
“O mundo cresce e tu já es inteiro”.
Aos meus olhos tudo é menor.
Como um brilho distante
e passageiro

Em palavras doces
transmito a magia que pulsa em meu
coração que aqueces.
Queimara-me com teus raios celestes...
Valsando comigo no tango.
Beijando-me a face fria.

Marisa Torres
© Direitos reservados pelo autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário