segunda-feira, 15 de março de 2010

A poesia e eu.



A poesia e eu.

No doce navegar
no meu silêncio calo.
Nas tristes notas me perco
na emoção de uma canção.
Na poesia encanto um mundo
de ilusão.
Eu e a poesia a poesia e eu...
Falo.

Quando mergulho
num papel e traço
meus segredos.
O meu coração chora neste
imenso jardim de medos.
Quando falo na poesia da
beleza de uma flor.
Meu coração de poeta arde
a sorrir de amor.

A poesia e eu...
Um dueto a transpirar suor
e carinhos no caminho.
Um elo agonizante de
linguagem transparente.
Um rumo sem volta ou um
prêmio não recebido.
Um grito de amor ou a voz
calada de um cantor.
Eu e a poesia em um
mundo de dor.

Marisa torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário