segunda-feira, 15 de março de 2010




Em algum lugar...

Em algum lugar...

Distante do brilho dos
meus olhos você está.
Mas no soprar mais forte dos
ventos meu amor hei de encontrar.
E na brisa mais branda seguir
teus passos e te amar.
Teu nome gritar para que
tu possas me ouvir.
Pulir este amor nos meus sonhos
e deixar na minh’alma
reluzir.

E contigo hei de plantar...
Flores em todas estações
nos jardins risonhos gravar canções.
Fazer mudas de rosas cravos e violetas.
Enfeitar com fitas nossos nomes de
esperança as letras.

Hei te amar...
A luz das estrelas sob
a luz do luar.
Sentir contigo os pingos
da chuva no rosto.
Tomar banho de vento deixar o
espírito penetrar o corpo.
Envolver-te neste manto de
inquietação árvora da minha
pele que arde
a te esperar.

Hei de te amar...

Marisa Torres
© Direitos reservados.

“Encontro de almas”

“Encontro de almas”

Almas enamoradas
e extasiadas no mundo se dão.
Encantadas entregam-se
emocionadas e aquecidas.
As almas viajam numa devassidão
incontrolável tentando aliviar o que
sentimos no coração.

Amam-se por céus e
mares como nuvens e tempestades.
Almas famintas de amor fartam-se
quando pobres mortais calam-se.
Seguem sem destino neste
alimento que a fome nos devora.
Saciando a sede em cálices do vinho
que jogamos fora.

E neste encontro as
almas deslumbram o mundo,
tentando abrir a mente demente
dos corpos vazios.
Pobres humanos relutantes
sem horizontes.
A dor no peito é do poeta
que sangra o que as almas o
transmitiu.
Marisa Torres
@Direitos reservados.

A poesia e eu.



A poesia e eu.

No doce navegar
no meu silêncio calo.
Nas tristes notas me perco
na emoção de uma canção.
Na poesia encanto um mundo
de ilusão.
Eu e a poesia a poesia e eu...
Falo.

Quando mergulho
num papel e traço
meus segredos.
O meu coração chora neste
imenso jardim de medos.
Quando falo na poesia da
beleza de uma flor.
Meu coração de poeta arde
a sorrir de amor.

A poesia e eu...
Um dueto a transpirar suor
e carinhos no caminho.
Um elo agonizante de
linguagem transparente.
Um rumo sem volta ou um
prêmio não recebido.
Um grito de amor ou a voz
calada de um cantor.
Eu e a poesia em um
mundo de dor.

Marisa torres

A mulher para ser linda.

A mulher para ser linda.

Tem que
ter algo a fascinar.
Tem que ter na boca um
mel, e levar seu homem ao céu.
Ser criança, e nunca
perder a esperança.
Ser forte para buscar
caminhos e ultrapassar
espinhos.

Para ser linda a mulher
tem que ser ternura e não
perder a doçura.
Percorrer sonhos enfrentar
realidades tem que ser pai e mãe.
Acalmar a alma e passear
nas horas, perder às vezes a razão.
Tem que gostar do preto
ao rosa, e falar da
cor ao mundo
com emoção.

Tem que ter desejos
saciar anseios e falar da paz
ao mundo sem medo.
Tem que ter pecados, carregar
beijos molhados
“ser e deixar de ser”.
Viver amores para ter a
certeza que no fim só teve
verdadeiramente
um..

A mulher para ser linda...
“Tem que ter
muita imaginação para
conseguir seu mundo
na mão”

Marisa Torres