quarta-feira, 17 de junho de 2009



A nossa música parou.

Perderam-se no abandono e nos
sonhos, o nosso lindo hino de amor.
Como castigo por ter amado nossa melodia
parou ficou só o triste fel do amargo.
As cordas do violão que era tão afinado romperam-se
com as veias do meu coração.
Nada mais restou onde tinha brisa é só deserto
como um cérebro parado.

A nossa música parou e a
orquestra da minha imaginação acabou.
As teclas que disparavam peitos
eram meus sons e gemidos em leitos.
Onde tinha amor lá estava eu com minhas notas
em laços e abraços.
Meu peito explodia de tanta alegria e nesta melodia
amantes viravam o dia.

A nossa música parou e a
bailarina sem ritmo no palco imóvel ficou.
A vida sem música faz tudo parar, o que move o
mundo são as emoções de uma canção.
Como poderei viver sem tua imagem fiquei
no escuro sem melodia na voz da solidão.
Só me resta a saudade estou perdida sem destino
sem toque, sem corda de tristeza
estou explodindo.

Marisa Torres
© Todos os direitos reservados pelo autor




.

Nenhum comentário:

Postar um comentário