domingo, 7 de junho de 2009


Meus segredos eu grito.

Conto e grito todos na poesia como
e onde vou amar.
Revelo da mais bela forma me desnudo
no meu me dar.
Não...Não tenho segredos grito meu amor
ao mudo inteiro.
Este amor não pode calar tenho que
dividir e somar.
Tem que ser escutado tem que ser
comentado tem que
corações tocar.

Gritar meus segredos da mais bela forma,
ha como é bom gritar.
Ser felina nas palavras, sem segredos ao
mundo inteiro teu nome irei rimar.
Revelar que sou feliz, para ti murmurar,
que sem ti sou aprendiz.
Segredos para quem ama é cadeado sem
chave da porta para vida.
É uma mão que não cabe esperança
um coração a chorar.

Meus segredos eu grito, e se amo mais alto fica
a minha forma de cantar.
A minha mão estremece, o meu coração palpita
e a minha boca grita.
Como é bom morrer de amor e continuar te
amando eu vou, sem ter
medo de parar.
Tenho tanta emoção, tenho tanto amor guardado
para ti meu coração.
Meus segredos não calo na
poesia eu grito.


Marisa Torres
© Todos os direitos reservados pelo autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário