sexta-feira, 29 de maio de 2009


Tempo.

Tempo meu lento...
Muito mais para quem espera.
Tempo rico, para os esperados,
sonhos loucos para
os desesperados também.
Mas o que importa é preocupar-me com ele.
E não me deixar desesperar pelo tempo.
Tempo voa. Não tem nada de lento.

Muito rápido passa o tempo
para os que o temem.
Quanto mais medo se tem
mais corre para quem contém.
Muito longo se torna se lamento.
Mas como posso escrever sem lamentar?
Se aqui estou para expressar-me,
se tenho ou não tempo...
Eu começo a me preocupar,
e o tempo a passar.

Tempo...
Muito curto se festejo,
tudo se perde no tempo.
Não devo preocupar-me, me entendo
um pouco com ele.
Mas se estou a amar, ele parece não passar.
Tudo para no tempo, e eu aproveito para sonhar.
Peço angustiada nesta hora, que ele pare,
e se eternize neste momento.
Ou para um pouco tempo.

Marisa Torres

© Todos os direitos reservados pelo autor

Nenhum comentário:

Postar um comentário